13 de setembro de 2012

Esperar-Te


O meu projecto de morrer é o meu ofício
esperar é um modo de chegares
um modo de amar-te dentro do tempo.

Daniel Faria


Bocas OnLine

4 comentários:

QUIM disse...

Bom te ver a postar novamente!deixa-me tranquilo!bj amiga!q estejas bem.

Seraphyta disse...

Olá Quim,

É bom ver-te por aqui ;)
Não abondonei o meu Blog mas sei que a grande maioria do que post é melancólico e as pessoas que por aqui passam não gostam.

Também não me importo de todo com isso. É-me completamente indiferente.

Tenho que fazer uma visita ao teu Blog para ver as fotografias e os textos :)

Beijos

Anónimo disse...

"Lambe-te o fogo cada ruga e pêlo,
e a água onde mergulhas logo encerra
em fresca e fina luva o corpo inteiro
e sem pudor algum te abraça e beija.
Mesmo o vulgar sabão, no tanque absorto,
pela nudez da carne se insinua
e entre as coxas flutua, como um peixe
mais branco, que outra sombra continua.
Mas eu, quando me cubro do teu rosto
e sou somente de água e fogo feito,
melhor ainda te conheço e quero,
e nada no teu corpo me é alheio:
em cada grão de pele te desejo,
em cada ruga leio o meu destino."

Seraphyta disse...

Anónimo,

"Não há mais sublime sedução do que saber esperar alguém.Compor o corpo, os objectos em sua função, sejam eles a boca, os olhos, ou os lábios. Treinar-se a respirar florescentemente"