9 de setembro de 2012

0:42

Pudesse eu ser tu
e em tua saudade ser a minha própria espera.
Mas eu deito-me em teu leito
quando apenas queria dormir em ti.
E sonho-te
quando ansiava ser um sonho teu.

Mia Couto


Bocas OnLine

6 comentários:

MisterCharmoso disse...

Lindas palavrras e adorei a imagem
Bom post, espero que visites os meus e votes na sondagem
Beijo charmoso

Seraphyta disse...

Obrigada Mister :)

Irei visitar o teu blog ;)

Ahhh..e quanto à sondagem vou vê-la e participar.

Thanks

Eros disse...

Grande Mia Couto!
Magnífica a forma como a Melancolia pode originar algo tão belo através de dedos destros.

Seraphyta disse...

Obrigada Eros,

Sempre gentil ;)

Um excelente Domingo para ti :))

Anónimo disse...

"Longas manhãs te esperei, perdi a conta. Ainda bem que esperei longas manhãs e lhes perdi a conta, pois é como se no dia em que eu abrir a porta do teu amor tudo seja novo, um homem uma mulher juntos pelas formosas inexplicáveis circunstâncias da vida.”

Seraphyta disse...

Anónimo,

"Que me importa, agora que me importas,
que batam, se não és tu, à porta?"

Obrigada por mais um [poema] :)