13 de dezembro de 2012

De Ferida Em Cicatriz



Não tenho planos, nem promessas, nem
filhos que nos convidem para almoços
de domingo – a minha ideia de família
resume-se a um retrato velho preso numa
gaveta; e do amor possível sei tão-só

o que li nos romances que nos salvaram
da desordem quando o meu tempo
andava de ferida em cicatriz. Mas guardo
ainda muitos por estrear para essa estante

que ergueste no corredor como uma casa
nova. Trago portas abertas no coração:

se ainda não sabias, és muito bem vindo.

Maria Do Rosário Pedreira

Bocas OnLine

2 comentários:

Eros disse...

Bato à tua porta para te depositar um beijo querido, Bela Amiga!

Bom fim-de-semana... Sorri! :)

Seraphyta disse...

Obrigada pelo beijo e como recompensa ofereço-te Morangos Silvestes. Espero que gostes :)

Bom fim-de-semana :))